para empresas/entidades de agua y saneamiento

NOTICIAS

Em dois anos São Borja terá 51% do esgoto tratado
A Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) de São Borja, na Fronteira Oeste, terá sua capacidade ampliada pela Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). Com previsão de conclusão em dois anos, a obras ampliará o índice de saneamento básico de 29% para 51% na área urbana. Em solenidade no Centro Nativista Boitatá, a ordem de início foi assinada, na tarde deste sábado (28), pelo governador José Ivo Sartori e o diretor-presidente da companhia, Flávio Ferreira Presser.
"Saneamento ajuda a comunidade a crescer, a se desenvolver, a ir pra frente. Quando vou a Brasília, é para garantir a aplicação correta do dinheiro público. E, quando venho ao interior, é para concretizar esse investimento”, afirmou Sartori.
A obra compreende 40,8 quilômetros de redes coletoras, entre os bairros Dr. Florência Aquino, Pirahy, Vila João Goulart, Paraboi e Centro; 739 metros de coletores/interceptores; 2,9 quilômetros de emissário por recalque; três estações de bombeamento de esgotos; 3.121 ligações prediais e 1.519 ligações domiciliares. O investimento, com recursos de R$ 9,4 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2), do governo federal, beneficiará 21 mil pessoas.
De acordo com Presser, a obra integra uma série de outros investimentos que serão realizadas no saneamento básico do município. "Temos captado, para São Borja, financiamento de R$ 35 milhões, o que permite aumentar a condição de saúde e ambiental da população de maneira considerável até 2018.  No segundo semestre, vamos lançar mais outro edital de R$ 8 milhões para fazer implantação de redes", anunciou.
O sistema, que permitirá o tratamento de esgoto constará de um reator de aeração prolongada, decantador primário, floculador, decantador secundário e leitos de secagem para o lodo com capacidade para 80 litros por segundo. Conta ainda com casa de química para abrigo do painel de comando, bombas dosadoras, tanques de preparo de soluções, depósito para estoque de produtos químicos, guarita e laboratório.
"É uma obra importante, principalmente, na questão da qualidade de vida da população. É uma cidade que precisa de grandes demandas em benefício do saneamento básico. Com investimentos assim também se economiza em saúde. Valorizamos a decisão do governo do Estado de se empenhar nessa questão”, destacou o prefeito Eduardo Bonotto.
Também participaram da cerimônia, o secretário dos Transportes, Pedro Westphalen; o vice-prefeito Roque Feltrin; o deputado federal Luis Carlos Heinze; o deputado estadual Ibsen Pinheiro; e o presidente da Câmara Municipal, vereador Eugênio Dutra Otero, entre outras autoridades.
Unidos por Agua y Saneamiento para Todos

Copyright © - 2011 ALOAS. Todos los derechos reservados.